Prisão de ventre tem tratamento!

 

O que é Prisão de Ventre?
A constipação ou obstipação intestinal, também conhecida como prisão de ventre

ou intestino preso, constitui um problema muito freqüente que afeta pelo menos 80%

da população durante algum período da sua vida. Consiste em um mau funcionamento

do intestino, podendo ser caracterizado quando uma pessoa apresenta menos de 03

evacuações por semana, esforço excessivo para evacuar, sensação de evacuação

incompleta e fezes endurecidas.

 

O que causa prisão de ventre?

As principais causas de prisão de ventre são devidas a hábitos inadequados. Dieta pobre

em fibras, maior consumo de massas, proteínas e alimentos industrializados, pouca

ingestão de líquidos, sedentarismo, uso de laxantes e ignorar a vontade de evacuar

respondem pela maior parte dos casos de obstipação. A prisão de ventre pode, ainda,

estar associada a doenças do intestino e do reto, como diverticulose, hemorróidas, fissuras anais e câncer colorretal. Pode ainda ser provocada pelo uso de certos medicamentos e por alterações neurológicas, endócrinas e do metabolismo. Estresse, depressão e ansiedade são outras ocorrências capazes de interferir nos hábitos intestinais.

 

Quando consultar um médico?
Qualquer alteração persistente dos hábitos intestinais como prisão de ventre, dor abdominal, diarréia, afilamento das fezes, maior dificuldade para evacuar, presença de sangue, muco ou pus nas fezes, necessita de observação médica. Sempre que os sintomas de obstipação persistam por mais de três semanas deverá consultar um Coloproctologista.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como o médico faz o diagnóstico?
A história do paciente e um exame clínico minucioso, incluindo toque retal e a anuscopia (50% dos tumores do cólon estão ao alcance desta simples metodologia) são imprescindíveis para o diagnóstico da constipação. Dentre os exames complementares destacam-se os exames de laboratório, como hemograma, sangue oculto nas fezes, dosagens de cálcio, potássio e do hormônio estimulante da tireóide (TSH); exames de imagem como enema opaco, colonoscopia e mais recentemente e muito importantes os estudos da fisiologia anorretal como a manometria anorretal, defecografia, tempo de trânsito colônico e eletroneuromiografia.

 

Como é feito o tratamento?
O tratamento deve ser individualizado de acordo a causa da obstipação e vai desde uma total mudança de hábitos incluindo uma maior ingestão de alimentos ricos em fibras e líquidos, a realização de atividade física regular, reeducação do hábito de evacuar, suspensão do uso medicamentos, passando pela fisioterapia pela técnica de biofeedback e até mesmo cirurgia em casos especiais.

Locais de Atendimento:
  • Hospital Santa Helena: (73) 3526 8300/ 3526 8334  
  • Policlínica de Jequié: (73) 3525 0365/0784
     (73) 98155 0188 ​
  • Instituto Médico de Jaguaquara - IMEJ: (73) 3534 1350
     (73) 98819 1283 

© 2015